Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
novidadesdivirtase36

5 Aplicativos Pra Receber Dinheiro Em Residência

O Que A Wikipédia Não é


No dia dez de agosto, o universo do futebol brasileiro acompanhou, consternado, as lágrimas de Valdir Espinosa. Ele lamentava publicamente a sua demissão do Grêmio. Clube que, ante seu comando, adquiriu a primeira Libertadores da América e o seu único Mundial. Após o baque, Espinosa aceitou discursar com o blog.


Tranquilo, de forma exclusiva, como gosta. Não em coletiva, 8 Dicas Para Fazer Promoções Na sua Loja de microfones, dando respostas fracos. Ele detalhou seu trabalho com Renato Gaúcho, pela formação do fantástica Grêmio que disputa na Libertadores e pelo Brasileiro. Explicou sua ligação de pai pra filho com Renato. Valdir, por que você foi demitido pelo Grêmio? Irei deixar claro. Eu fui contratado na diretoria anterior no ano passado. Meu cargo era de coordenador técnico do time profissional.


Era para amparar o Renato onde fosse necessário. Trocávamos ideias a respeito tudo. No entanto quem decidia era o Renato que é um vasto treinador e que muita gente não sabe. Ele cresceu muito, estudou, pesquisou. Se aprimorou. Guia Rápido E Simples + Dicas! ajudava com a minha vivência, minha experiência. Não só graças ao passado, mas pelo presente. Faço charada de estar atualizado a respeito de os esquemas táticos, a maneira dos principais times e seleções atuar. No momento em que o Renato queria, eu dava o meu ponto de visão.


Eu a todo o momento fiz pergunta de demonstrar. Ele era o treinador. Os méritos da enorme equipe que o Grêmio tem é dele. Você Entende O Que Causa Comoção? . Até que decidi bem como amparar nas categorias de apoio, que não era minha função. Fiz em razão de acredito que a base deve ser tratada com todo cuidado, amargura. Só que chegou a nova direção e trataram de me afastar do time principal.


Queriam que eu ficasse o tempo todo olhando os moços pela apoio. Ver quem servia e quem não servia. Não foi para isso que fui contratado. Não aceitei e acabei demitido, sem o pequeno respeito. Você aguardava que o Renato se demitisse, em solidariedade? De jeito nenhum. Não estávamos amarrados um no outro.


Ele fez bem em acompanhar tua carreira. A minha conexão com ele é de 'pai pra filho'. Desenvolver Site Vs. Elaborar Web site temos plena segurança e consideração um pelo outro. O defeito foi definitivamente meu. Desejo que ele siga fazendo o seu ótimo trabalho. Desde que sai deixei para nos descobrir depois. Com calma, nas férias, nos encontraremos no Rio de Janeiro. Nada vai abalar nossa conexão. Não. O mérito é todo do Renato.


Eu ajudei quando fui consultado. Irei te mencionar uma coisa, Cosme. O Renato tem um lado que só quem trabalha com ele, sabe. Além de gerir super bem o vestiário, sentença da moda, ele é muito tático. Estuda o oponente. E domina retirar o melhor dos jogadores com quem trabalha. É moderno, tem muita visão de jogo.



  • 178 Usina de Asfalto


  • Como aliviar colmeias | Solução

  • Use mídias sociais para divulgação e contato

  • Toshl Finanças - Para quem não quer "firulas" zoom_out_map

  • 3 Década de 2010 1.3.1 Consolidação mundial

  • 86: DJ ou banda, em um casamento

  • Episódio 341



Entretanto pra imprensa, prefere comparecer para o outro lado. Fica comentando que merece estátua, brinca, provoca. Desvia o questão da profundidade do teu serviço. O Grêmio não está jogando o que joga por acaso. O Renato é um dos grandes treinadores do Brasil. A dupla que gerava com ele era vitoriosa, Valdir.


Todo técnico que tiver a direção de um treinador vitorioso, vivido, poderá render bem mais. O Rogério Ceni, no São Paulo, tendo como exemplo. Se houvesse alguém pra orientá-lo, como o Muricy, como por exemplo, pode ser que tivesse dado direito. Mas não são todos os dirigentes do povo que estão preparados pra ter alguém nessa função. É uma situação nova, que ainda pode ser que possa ser comum no futuro. Não deu direito também com o Autuori e o Eduardo Baptista.


Tags: blog

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl